Alessandro Volta recebe homenagem no Doodle do Google

Você sabe quem foi que inventou a pilha? Já parou para perguntar como elas surgiram?

Talvez como eu, só as use, mas nunca teve curiosidade em saber.

Doodle-Alessandro-Volta

Neste dia 18 de Fevereiro de 2015, ao abrir o Google, deparei-me com este Doodle (clique aqui para ver o que é um Doodle) e achei interessante tanto pela imagem como quem foi homenageado. Esta imagem refere-se ao 270.º aniversário de Alessandro Volta e traz o desenho da sua invenção. Assim podemos ver que este homem, de nome tão peculiar, foi quem inventou a pilha eléctrica.

Volta_hpmbl_550x220

O Inventor

Alessandro Volta (18 de Fevereiro de 1745 – 5 de Março de 1827) foi um físico que nasceu na Itália, inventou algumas coisas como por exemplo o eletróforo, uma máquina que produzia energia. Porém ele ficou conhecido pela invenção da pilha em 1800, o que revolucionou e agitou o mundo científico (leia mais clicando em História das pilhas). Alessandro Volta também ficou conhecido pela unidade de potencial eléctrico (Volt).

Alessandro-Volta

Como todas as coisas criadas houve uma evolução até chegar em nossas mãos. A pilha é útil em vários momentos: para um aparelho eléctrico, uma lanterna, ou até mesmo nos computadores, como as chamadas pilhas redondas (pilha de sistema ou baterias CMOS).

A pilha é um gerador químico, que transforma a energia química em energia eléctrica. Há vários tipos de pilhas e algumas conhecidas como bateria.

A princípio foram chamadas de pilhas voltaicas, as pilhas húmidas: por serem uma descoberta de Alessandro Volta, são assim chamadas porque os eléctrodos, cobre e zinco, são colocados dentro de uma solução ácida, básica ou salina, hoje foram substituídas pelas pilhas secas. Pilhas secas são pilhas cujos eléctrodos, zinco e carvão, estão mergulhados em uma massa de cloreto de zinco e sal amoníaco.

Leia mais:  Google homenageia Leonhard Euler com o Doodle de hoje

Pilhas_01

mao-apontando-nota-importante-001Alerta!!

As pilhas são apresentadas com materiais tóxicos (chumbo, cádmio, etc.) e que causam danos à saúde e ao meio ambiente.

As pessoas ainda não tomaram consciência do perigo que as pilhas podem causar no ecossistema ao serem deitadas para o lixo, nas ruas ou em praias.

Pilhas_02

VAMOS RECICLAR?

Deitar as pilhas no meio ambiente em que se vive não é o ideal! Pilhas e baterias não podem ir para o lixo comum, mas sim em lixo recicláveis.

Há campanhas de recolha de pilhas e baterias usadas, lugares como shoppings, lojas ou supermercados com contentores. Estas pilhas e baterias são levadas para redes autorizadas que adotam procedimentos de reutilização, reciclagem ou tratamento adequado.

Junte-as em casa e depois deposite-as nos locais apropriados, o meio ambiente agradece.

Você gostou do artigo? Partilhe-o!

Aviso: Todo e qualquer texto publicado neste site não reflecte, necessariamente, a opinião do site i-Técnico ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados são da inteira responsabilidade dos leitores que escreveram. É importante saber que a administração deste site reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que possam ser ofensivos, caluniosos, preconceituosos, ou que possam de alguma forma prejudicar terceiros. Comentários sem a devida identificação (nome completo e endereço válido de e-mail) do seu autor também poderão ser excluídos (ver aqui como comentar).

Deixe um comentário.