École 42: A escola de programadores de França

Você gosta de Informática e sabe falar francês? Que tal aprender a programar numa escola diferente? Se é essa a sua vontade, então a “École 42” é a escolha certa.

Venha conhecer essa “nova” escola neste artigo.

École 42

Conceito do ensino tradicional

O sistema de ensino clássico consiste em um professor ensinar e transmitir aos seus alunos os conhecimentos de um programa fornecido pelo Ministério da Educação. Estes alunos serão avaliados através de testes e exames. De acordo com os seus conhecimentos e capacidade de transcrevê-los para essas provas, receberão uma nota. Além disso, os alunos terão de respeitar um horário escolar.

École 42, como pioneira de um novo tipo de ensino

Acabaram-se os professores “chatos”, as aulas entediadas, e aquelas matérias que não são nada adequadas.

Na “École 42“, em português “Escola 42”, o aluno não tem nenhum professor, nem director de turma. Será ajudado pelos colegas e deverá ajudar os colegas, criando-se ali uma troca de conhecimentos. Como não terão aulas, então têm de procurar adquirir todo o conhecimento, indo em direcção aos colegas, procurando na Internet, etc.

Não existirão horários. O aluno poderá ficar na frente do computador 14 horas durante um dia, totalizando 70 horas numa semana. Esse mesmo horário será definido pelo próprio aluno.

O objectivo da “École 42” é dotar ao aluno conhecimentos e capacidade que permitem concretizar um projecto, fazendo com que seja ele mesmo a avaliar o trabalho do colega.

Não interessa à “École 42” ter um aluno que, por exemplo, construa um carro e que este não funciona. Seria como construir nada, pois significaria perder-se tempo.

Leia mais:  Smartphone: Aprenda a escolher o seu

Na “École 42“, tem de existir diálogo entre todos os estudantes, o que irá permitir encontrar erros e funcionalidades ausentes. Isso fará com que aprendam também a defender o seu ponto de vista e apresentar as suas soluções.

Mas o que é a “École 42”?

De acordo com o site, a “École 42“, conhecida pelo slogan “42, born to code” (em português “42, nascido para codificar”), é a primeira escola privada na área das tecnologias de informação (TI), inteiramente gratuita, aberta a todos e acessível aos 18-30 anos.

A sua pedagogia é o peer-to-peer learning: um funcionamento participativo que permite aos estudantes de soltar toda a sua criatividade graças à aprendizagem por projectos.

Como e quando foi criada a “École 42”?

A “École 42” é ainda muito nova. Foi fundada a 26 de Março de 2013, numa época em que se notava a falta de desenvolvedores informáticos em França.

O estabelecimento de ensino foi fundado por:

  • Xavier Niel: presidente da 42
  • Nicolas Sadirac: director geral da 42
  • Florient Bucher: director geral adjunto da 42
  • Kwame Yamgnane: director geral adjunto da 42

Onde se situa a “École 42”?

Em França, a “École 42” situa-se em Paris, no 96 boulevard Bessières, num edifício que foi comprado ao Estado Francês e que se estende numa área superior a 4 mil metros quadrados, repartida por 3 grandes salas de trabalho, chamadas de “Clusters”. Cada uma dessas salas está equipada com 300 Mac’s (Macintosh). Existem duas outras salas geralmente utilizadas em eventos e um anfiteatro para as conferências.

Nos Estados Unidos da América, a “42 Sillicon Valley” está situada no 6.600 Dumbarton Circle, em Fremont na Califórnia. O edifício foi comprado a uma universidade. O campus tem uma área aproximadamente de 18 mil metros quadrados e é composto por um dormitório gratuito de 300 lugares.

Leia mais:  VeinViewer: A lupa digital das suas veias

Condições de acesso

O candidato deverá ter entre 18 e 30 anos ou estar no último ano do liceu. Nenhum diploma é requerido, nem mesmo o 12.º ano em Portugal ou o ENEM (Exame Nacional de Ensino Médio) no Brasil. Porém é recomendável que tenha o ensino secundário, no caso de Portugal, ou o ensino médio, no caso do Brasil.

A inscrição é gratuita e reúne anualmente cerca de 850 estudantes em Paris, numa “piscina”. Esta prova irá decidir a admissão definitiva do estudante à “École 42“.

O termo piscina é usado como analogia às qualificações dos swim commandos dos Marines, em que consiste numa imersão num grande banho, que permitirá identificar os mais motivados e confirmar a atitude dos estudantes “admissíveis” para o desenvolvimento informático. Serão postos à prova durante um mês, período em que terão de ficar nas instalações da “École 42” a tempo inteiro.

Para mais informações sobre as condições de acesso, clique aqui.

Duração do curso e estágios

O curso está previsto para 3 anos, mas poderá durar mais tempo, pois cada estudante terá o seu ritmo para progredir. Durante esses 3 anos, o aluno terá vários estágios de modo a facilitar a sua entrada no mercado de trabalho. O primeiro estágio obrigatório será logo após o primeiro ano do curso e terá 4 a 6 meses de duração. Após 2 anos de formação, haverá um novo estágio, desta vez opcional e a tempo parcial. No final do curso, os formandos terão de fazer um último estágio obrigatório de 6 meses.

Clique aqui para saber mais acerca dos estágios e da inserção profissional.

Como fazer para se candidatar?

França

Se você estiver interessado em candidatar-se na “École 42“, clique aqui.

Leia mais:  Controlo (ou controle) parental: O que é? Para que serve?

Estados Unidos da América

Se você estiver interessado em candidatar-se na “42 Sillicon Valey“, clique aqui.

E você, concorda com esse método de ensino? Acha que esta escola teria sucesso em Portugal ou no Brasil? Deixe-nos a sua opinião num comentário mais abaixo.

 

Sobre: Rui Silva

Fundador e criador do site "i-Técnico - Informática Para Todos".

Deixe um comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.