Mercenário da Informática: O que é?

O que é um mercenário da informática e qual a diferença entre um técnico e um mercenário?

É o que vamos explicar já de seguida.

Mercenarios-da-informatica

É notório que a qualidade e a prestação de serviços no mercado de informática está cada vez mais comprometida. Isto se dá devido a muitos “curiosos de informática” que nem sequer fizeram um curso adequado, só contribuem para que este mercado se torne cada vez pior. Existem algumas regras, posso dizer assim, para uma pessoa que gosta desta área e quer atuar nesta profissão.

A primeira delas é procurar uma boa escola para que aprenda os fundamentos de informática, como manusear as peças e componentes, instrumentos de medição, diagnosticar defeitos e aplicar a correção, aprender a usar os softwares de diagnósticos.

Para aperfeiçoar o aprendizado deverá ler revistas, artigos técnicos, participar de seminários e fóruns, ou seja, sempre se atualizar com novos produtos e como eles funcionam.

Tudo isso leva tempo e investimento para que se possa colher os frutos no futuro, porém a realidade é bem outra aqui no Brasil e em Portugal.

Vou dar-lhes alguns exemplos:

Imagine que o computador de um cliente não está ligando mais, e ele tem um “amigo” que está fazendo um “cursinho” de hardware. O tal amigo não tem conhecimento suficiente para identificar um defeito, logo, o cliente irá procurar um técnico qualificado para essa tarefa.

O técnico faz o diagnóstico: é memória com defeito. Então o cliente pega o computador, diz um “obrigado” e vai embora, pois o “amigo” sabe trocar um pente de memória, e como o diagnóstico saiu de graça, a troca da memória vai sair gratuitamente também, pois vai ser feita por “outra pessoa”.

Outro exemplo:

Um cliente possui um computador que está ligando, porém, não aparece nada na tela. Você leva para um “técnico”. Ele abre sua máquina e dá o diagnóstico: A placa mãe está com problema, é necessária a substituição, ficará em torno de R$ 400,00 ou 150€ (incluído o preço da peça + mão-de-obra). Em alguns casos pode ser a placa mãe defeituosa, mas será que foi realizado o diagnóstico correto?

Leia mais:  PDF: O que é? Para que serve? Saiba tudo neste artigo.

Você leva para um técnico experiente, que têm as ferramentas corretas. Ele faz as medições na fonte de alimentação e descobre que está faltando 5 volts no POWER GOD (Tensão que alimenta a placa mãe). Diagnóstico: Fonte de alimentação com defeito. Efetuado a troca por uma fonte nova a placa volta a ligar e tudo funciona como antes. Entendem o que quero dizer?

Outro exemplo:

Formatar e instalar o sistema operacional por R$ 20,00 ou 60€, quando na verdade foi identificado em testes por um profissional que o HD (disco rígido) está totalmente corrompido e é necessário trocar por um disco novo em garantia do fabricante e efetuar nova instalação do sistema operativo com demais aplicativos.

Esses exemplos acima nos dizem que existe um espaço para o preço justo e profissionalismo, que quebra o mercenarismo da informática.

Como identificar um profissional de informática para estes momentos?

Conversar olho-no-olho a respeito da situação.

Verificar o ambiente de trabalho, caso tenha levado o equipamento para uma assistência (atendimento, limpeza e organização no balcão, algumas revistas técnicas no mesmo etc).

A linguagem do técnico deve ser adequada à linguagem do utilizador (ou usuário) ou cliente, pois nem todos os que utilizam o computador dominam os conceitos informáticos.

Se for um atendimento residencial, o mesmo deve agir com profissionalismo e não fugir do foco, ter as ferramentas adequadas para a solução do problema, quando não, solicitar autorização para levar o equipamento em laboratório, pois é neste ambiente que, possuem mais recursos para solucionar o problema.

Espero ter ajudado com essas pequenas dicas para não ser enganado e procurar um profissional que realmente está preparado e capacitado para tal atividade, principalmente quando se trata de computadores que contém documentos importantes para a vida do usuário.

Leia mais:  George Boole fazia hoje 200 anos e é lembrado pelo Google

Resumindo,…

técnico de informática tem capacidade para encontrar todas as possíveis soluções de um determinado problema / tarefa, e irá certamente apresentá-las adequando a sua linguagem à do utilizador ou cliente. Este também terá uma metodologia de execução de tarefas que, se pedido, poderá apresentar ao cliente/utilizador.

Quanto ao mercenário da Informática, este terá vários métodos para o mesmo serviço e nunca será o mesmo, logo não poderá dar garantias de nada, nem saberá ter um diálogo adequado e por vezes um pouco confuso.

Concorda com a nossa opinião? Deixe-nos a sua e participe.

Autor do artigo: Marcelo Medeiro, do nosso parceiro JM-INFOCEL.

Você gostou do artigo? Então partilhe-o.

Sobre: Rui Silva

Fundador e criador do site "i-Técnico - Informática Para Todos".

Deixe um comentário.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.