Tecnologia poderá pôr fim a materiais escolares?

Se você nasceu até aos anos 80, deve ter dado conta que hoje existem materiais escolares que já quase não são utilizados como há 3 décadas.

Desde os anos 90, a tecnologia evoluiu e com ela os computadores e os smartphones ficaram mais cheios de aplicações, que substituíram alguns equipamentos escolares.

Confira neste artigo quais foram ou poderão vir a ser substituídos pela tecnologia.

Tecnologia em quadro

Quem nasceu até aos anos 80, foi habituado a ver no seu quarto o globo terrestre, agendas, vários tipos de mapas, enciclopédias, dicionários, calculadora, entre outros.

Alguns objectos embora façam parte do passado, continuam a ser guardados e utilizados. Mas agora a tecnologia vem sendo usada regularmente para substituí-los.

De seguida, vamos ver quais coisas que desapareceram ou tendem a desaparecer ao longo do tempo e estão sendo progressivamente substituídas pela tecnologia.

O Globo Terrestre

O Globo Terrestre é uma “bola” com o mapa mundo desenhado, que pode girar 360º (graus), da esquerda para a direita como da direita para a esquerda, afixada com um suporte que tem metade da circunferência em cima de uma base em forma de pirâmide.

Nesse Globo Terrestre, constam todos os países redesenhados de acordo com uma escala, onde se pode ver bem a diferença de área de cada um dos paises.

Tecnologia equivalente

Actualmente o Globo Terrestre e os livros com mapas têm vindo a ser substituídos no computador pelo Google Maps e outros serviços online como o Bing Maps, Mapas do Sapo, etc. e nos smartphones pelas respectivas apps.

Calculadora

A calculadora era e ainda é uma máquina onde se fazem cálculos simples ou científicos. Muito usada nas escolas pelos alunos, permitia que estes tivessem rapidamente acesso ao resultado de uma operação matemática.

Leia mais:  Drones: O que são e para que servem? A invasão tecnológica do espaço aéreo já começou!

Algumas eram solares e outras equipadas com pilhas, umas simples e outras científicas com e sem gráficos. Hoje em dia temos calculadoras com baterias.

Quem nasceu até aos anos 80, certamente terá tido uma.

Tecnologia equivalente

Nos computadores, com Windows, existe uma aplicação “Calculadora” que tem várias funcionalidades.

E nos dias de hoje, qualquer telemóvel (celular) e smartphone tem uma calculadora. Já nos smartphones é possível ter acesso a uma calculadora científica.

Em alguns Android basta virar o smartphone e colocá-lo na horizontal, para que a calculadora vire de posição e fique com as teclas científicas.

Existem outras calculadoras no mercado de apps para Android (Google Play), que são apps mais desenvolvidas. Algumas vão além das funções científicas e permitem também a representação gráfica.

Dicionário

O dicionário é um livro que possui a explicação dos significados das palavras apresentadas em ordem alfabética. Alguns dicionários são ilustrados para facilitar a assimilação dos significados das palavras.

Existem também os dicionários de tradução de línguas, ou seja, aqueles destinados a mostrar os significados ou sinónimos das palavras em outra língua. Exemplo: Dicionário de português-inglês, português-francês, português-espanhol.

Há também dicionários com termos técnico-científicos usados em áreas de conhecimento como medicina, fisioterapia, etc.

Tecnologia equivalente

Com o avanço tecnológicos, foram criados muitos serviços online que disponibilizam dicionários de uso gratuito, como o Priberam, Infopedia, Dicio.com.br, etc. Esses serviços podem ser usados no computador ou então através de apps nos smartphones.

Quanto às traduções, pode-se recorrer ao Google Tradutor (conhecido por Translate), Bing Tradutor, ou outras plataformas online.

Também existem dicionários electrónicos vendidos em CD’s (CD-ROMs).

Manuais escolares

Os manuais escolares, ainda muito usados, são livros (apostilas) que contêm conhecimentos transmitidos pelos professores aos alunos.

Leia mais:  Veja em directo o lançamento do satélite GOES-R.

Muito espessos e em grandes quantidades, tornam-se um pesadelo para as crianças, pois as suas mochilas ficam pesadas.

Tecnologia equivalente

Existem CD’s e DVD’s com manuais escolares já incorporados ou com complementos aos manuais escolares, que contém PDF’s (ver aqui o que é um PDF) com conteúdos tal como se encontram em manuais impressos.

Além desse equipamento digital, existem também plataformas online, como o Moodle, onde os professores podem colocar exercícios, corrigí-los, avaliar os alunos, etc.

Tal como referido acima, os CD’s, DVD’s e a plataforma Moodle funcionam como um complemento aos manuais escolares, que ainda continuam a ser vendidos pelas papelarias e usados nas escolas.

Agenda de papel e agendas electrónicas

As agendas de papel são livros onde diariamente registam-se lembranças, que podem ser datas e compromissos, ou algo para não se esquecer.

A agenda electrónica é um pequeno dispositivo electrónico, mas muito limitado, onde se pode escrever lembretes, com alarmes e utilizado como auxílio de memória para lembrar testes em disciplinas e exames, ou outro tipo de compromissos. Hoje em dia é pouco usada.

Tecnologia equivalente

Nos computadores, existem vários tipos de calendários que podem ser usados facilmente como agendas. Como exemplos, temos o Calendário do Google, da Microsoft, etc.

Nos dispositivos móveis (tablets e smartphones) podem ser encontradas as respectivas apps e outras para esse objectivo.

Quadro

O quadro ou lousa é aquela superfície utilizada na sala de aula, tanto pelos professores como pelos alunos, para escrever com giz ou com canetas feutros, dependendo do quadro.

Tecnologia equivalente

Com os computadores portáteis ou notebooks, é muito melhor e mais prático para os professores levarem para as salas de aula conteúdo digital e apresentá-lo com o recurso a projectores e telas na parede.

Leia mais:  Tecla-e: a ferramenta digital que todo o portador de cadeira de rodas vai querer

Apesar do quadro ser ainda muito utilizado nas escolas, há quem opte pela sua tecnologia equivalente, pois assim facilita muito mais o trabalho dos professores.

E a Internet?

O que ela substituiu?

A Internet não substitui nada, mas facilita a comunicação entre alunos e professores fora do recinto escolar e ajuda na pesquisa mais rápida e mais ampla de conhecimentos.

A Internet é um grande auxílio para os alunos e para os professores, se for usada com bons propósitos. Porém a sua utilização também poderá atrapalhar os estudos. Para isso, devem ser impostos limites de utilização e definidas regras para a sua utilização.

E o futuro como vai ser?

Em relação ao futuro, este poderá ser promissor com a realidade virtual (VR), quando a mesma for disponibilizada para todos os estabelecimentos escolares.

Quanto aos manuais escolares, poderão ser disponibilizados em PDF’s e adquiridos após pagamento via internet ou, dependendo do caso, até gratuitos. A sua actualização poderá ser feita directamente na Internet através de subscrições.

Vamos ficar atentos ao futuro.

E você, acha que a tecnologia está a comprometer ou auxiliar o ensino e a educação? Qual é a sua opinião? Deixe-nos o seu comentário.

Você gostou do artigo? Partilhe-o!

Aviso: Todo e qualquer texto publicado neste site não reflecte, necessariamente, a opinião do site i-Técnico ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados são da inteira responsabilidade dos leitores que escreveram. É importante saber que a administração deste site reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que possam ser ofensivos, caluniosos, preconceituosos, ou que possam de alguma forma prejudicar terceiros. Comentários sem a devida identificação (nome completo e endereço válido de e-mail) do seu autor também poderão ser excluídos (ver aqui como comentar).

Deixe uma resposta.