CTT – Correios de Portugal já testaram drones para entregar correio

Você já imaginou receber um pacote, uma encomenda ou uma correspondência, entregue por drones?

Se isso fazia parte dos seus pensamentos sobre o futuro, que poderia ser esse, saiba que isso já está a acontecer.

Drones - entrega

O “futuro” já está aí. Os drones já fazem parte do nosso dia-a-dia e prometem servir a sociedade. Por exemplo, pretende-se distribuir e entregar pequenas mercadorias com drones.

Veja o que são drones e para que servem, clicando aqui

Entregas de mercadoria com drones

Em Portugal

Em Portugal, os testes realizados pelos CTT – Correios de Portugal decorreram durante este mês de Maio. Contaram com o apoio da startup Connect Robotics.

O objectivo era voar do Cabo Ruivo até à sede da Marca no Parque as Nações em Lisboa. O drone percorreu esse trajecto de 3km em 7 minutos a uma altitude de 30m, devido às restrições de tráfego aéreo. É de notar que essa área fica próxima do aeroporto Humberto Delgado (Lisboa).

O drone utilizado foi desenvolvido pelos portugueses da SleekLab e o seu vôo foi autorizado pela Autoridade Nacional de Aviação Civil.

Acredita-se que brevemente será esse o futuro. Pois os drones são mais silenciosos, mais rápidos e não há trânsito que os atrase. Isso será muito útil para as pequenas mercadorias serem entregues mais rápidas.

Recorde aqui uma outra experiência da Connect Robotics. Neste vídeo que se segue, a startup contou com a parceria com a Santa Casa da Misericordia e a Câmara Municipal de Penela. Recorrendo a um drone, foi possível entregar refeições quentes.

E os outros países?

Segundo o site Le Temps, a Suíça, que já andava em testes, já conta com drones para entrega de mercadorias leves. A Poste (Correios) inaugurou em Março deste ano esse serviço, e consiste em transportar pequenas amostras de laboratório entre dois hospitais de Lugano. Este serviço poderá entrar em vigor já em 2018.

Do outro lado do oceano, tanto nos Estados Unidos como no Brasil, também já se fazem entregas usando esses pequenos engenhos voadores não tripulados.

Por exemplo, nos Estados Unidos, farmácias e redes de fast food já utilizam esses aparelhos para realizar entregas. Também já são usados para entregar medicamentos a clínicas.

Um outro exemplo é a Padaria brasileira “Pão to Go”, que já realizou em 2014 testes de entrega de pão usando drones no interior de São Paulo.

E você, vai querer receber as suas encomendas ou correio por drones? Deixe-nos o seu comentário.

 

Você gostou do artigo? Então partilhe-o.

About Rui Silva

Fundador e criador do site "i-Técnico - Informática Para Todos".

Deixe um comentário.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.