Facebook: Mais uma falha expõe 540 milhões de dados publicamente.

Vazaram informações de 500 milhões utilizadores do Facebook!

Saiba o que aconteceu.

Facebook - 540 milhões registos na Internet.png

De acordo com a empresa australiana “UpGuard Inc.“, existem actualmente milhões de registos do Facebook nos servidores da Amazon.

A equipe do UpGuard Cyber Risk pode relatar que mais dois conjuntos de dados de aplicativos do Facebook desenvolvidos por terceiros foram encontrados expostos publicamente na Internet, ou seja, qualquer pessoa pode ter acesso a esses dados. Um dos dois conjuntos pertence à empresa de mídia “Cultura Colectiva” (do México), que pesa 146 Gb (gigabytes) e contém mais de 530 milhões de registos. Esses registos contêm dados como comentários, gostos (curtidas), reacções, nomes de contas, ID’s de FB (identificação de contas de Facebook).

No Amazon, também foi encontrado um backup (cópia de segurança) de um aplicativo integrado ao Facebook, chamado “At the Pool” (“Na piscina”). Esse backup de banco de dados continua colunas para fk_user_id, fb_user, fb_friends, fb_likes, fb_music, fb_movies, fb_books, fb_photos, fb_events, fb_groups, fb + checkins, fb_interests, senha e muito mais.

Facebook: Screenshot "At The Pool"

Embora mais pequena que o conjunto de dados Cultura Colectiva, a dimensão da base de dados “At the pool” não deixa de ser preocupante, pois contém palavras-passe (senhas) em texto simples, ou seja, desprotegidas, para 22 mil utilizadores. A UpGuard acredita que as palavras-passe eram para aceder o aplicativo, e não a conta do utilizador na rede social. Apesar dessa tese, a sua divulgação poderá colocar em risco aqueles utilizadores que usam as mesmas palavras-passe em várias contas.

Estes dois registos fazem lembrar o escândalo da Cambridge Analytica. Recorde-se que foram extraídos sem consentimento mais de 87 milhões de registos de utilizadores.

Essa publicação de dados preocupa os investigadores da UpGuard que, segundo eles, “sem o Facebook, não existiria a exposição desses registos” e que “o Facebook já não tem controlo dessas informações”.

A reacção do Facebook foi imediata e entrou em contacto com a Amazon para remover os conteúdos. Ambas as empresas estão a trabalhar para que os bancos de dados sejam removidos. Ficou sublinhado pelo Facebook que os desenvolvedores de aplicações estão proibidos de alojar dados da rede social e dos seus utilizadores em arquivos públicos.

A privacidade nesta rede social é um assunto muito falado. Veja ou reveja este artigo sobre esse mesmo assunto, clicando aqui.


Fonte: UpGuard

Você gostou do artigo? Então partilhe-o.

About Rui Silva

Fundador e criador do site "i-Técnico - Informática Para Todos".

Deixe um comentário.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.