Flash Player vai acabar em 2020. Mas o que é isso?

Você sabe o que é o Flash? Não, não vamos falar daquela série americana (“The Flash”) nem sobre o flash das máquinas fotográficas ou dos smartphones. O que vamos falar é do Flash Player.

Neste artigo, iremos falar do Flash Player, ver o que é e entender porque é que vai acabar já no próximo ano 2020.

Adobe Flash Player

De acordo com o blog da Adobe, é importante saber que Flash Player já tem os seus dias contados. Tudo aponta que nos finais de 2020 não haverá mais actualizações e as gigantes Google, Microsoft, Facebook, Apple e Mozilla já fizeram os seus próprios comentários e anúncios sobre o fim do suporte ao Adobe Flash Player já no próximo ano.

O próprio Chrome está a anunciar na sua página principal, numa barra logo abaixo da barra de endereços, um aviso “O leitor de Flash deixará de ser suportado depois de dezembro de 2020”.

Mas o que é o Flash?

Flash era um programa que permitia a criação de animações em websites. Foi criado nos anos 90 pela empresa FutureWave com o nome “Shockwave”.

Em 1996, a Macromedia adquiriu essa mesma empresa FutureWave e modificou o nome para o actual Flash.

Desde então, muitos sites foram criados com essa tecnologia, tornando aquela Internet complicada desses anos 90 em algo mais atraente.

Em 2005, a Adobe Systems comprou a Macromedia e fez do Flash uma ferramenta ainda com mais recursos. Foi uma das maiores referências e opções no desenvolvimento web desse período. Muitos sites foram criados com essa ferramenta, inclusive sites com vídeos e animações, e ainda sites de jogos. O YouTube é o exemplo de um site que já usou esta tecnologia (clique aqui para saber mais).

Também existiam muitas propagandas (conhecidas como banners) criadas com essa ferramenta.

Para ler essas animações e executar esses jogos era necessária a instalação de um plug-in chamado de Flash Player.

E o que é o Flash Player?

Já explicámos no i-Técnico o que é e como instalar. Clique aqui para abrir o artigo.

Porque vai acabar o Flash?

Flash tornou-se numa tecnologia antiquada com o aparecimento do HTML5 que é muito mais seguro, rápido e fiável. Desde então, a web tem vindo a adaptar os seus sites para essa última tecnologia.

Além disso, o Flash não é o maior amigo dos mecanismos de busca pela rede, pois é quase impossível capturar as palavras-chave de um determinado site. Isso faz com que seja mais difícil para um site evoluir, porque irá demorar muito mais tempo a ser reconhecido pelo Google.

Muitos sites eram criados com a ferramenta da Adobe e agora vão ter de ser actualizados para o HTML5 com pena de deixarem de funcionar correctamente.

Em Dezembro de 2020, será o fim do Adobe Flash Player.

Os avisos dos navegadores

Ao longo de todos estes anos, já são muitos os avisos dos navegadores (Safari, Firefox, etc.). Porém, a Google reforçou ultimamente o aviso no Chrome, pois o Flash já vem embutido no próprio navegador.

O aviso fica por baixo da barra de favoritos e diz assim “O leitor de Flash deixará de ser suportado depois de dezembro de 2020.”.

Fim do Flash Player 001
Clique na imagem para ver em tamanho maior e completa.

Para remover esse aviso, clique em Desativar. Se você quer ficar mais por dentro, clique em Saiba mais ou aqui.

Estamos a pouco mais de um ano do fim do Flash! Se você tiver algum site que tenha sido criado com o Flash, pense em actualizá-lo o quanto antes.

E você, conhece algum site com Flash? Já usou essa ferramenta? Conte-nos a sua experiência em criar sites e navegar em sites com Flash. Comente mais abaixo.

Você gostou do artigo? Então partilhe-o.

About Rui Silva

Fundador e criador do site "i-Técnico - Informática Para Todos".

Deixe um comentário.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.