Quinta-feira, Junho 20, 2024

E se fosse possível o nosso computador, notebook, portátil ou até o nosso próprio smartphone cheirar uma pesquisa? Imagine, o leitor está interessado em saber que odor deita um carro novo, ou aquela flor… com o Google Nose, isso já será possível.

Google-NoseEste serviço foi lançado, hoje, pela Google. Ainda se encontra em fase Beta (ou seja, em fase de testes). Muitos comentários têm surgido de volta deste novo lançamento da Google, principalmente por hoje ser o Dia das Mentiras.

Vejamos alguns artigos colocados na Internet:

A tecnologia da Google é revolucionária e garante a transmissão de cheiros através de computadores e aparelhos móveis. O JPN testou e incorporou, no sistema, o cheiro a jornal da redação. Ora, aproxime o nariz do ecrã, clique aqui, e cheire enquanto a barra carrega o odor. Sentiu alguma coisa? Não? Nós também não. É caso para dizer: “Cheira-me a esturro”.

Google Nose é uma das pegadinhas de 1º de abril do Google em 2013. Quem acessa o buscador nesta segunda-feira encontra, logo abaixo dos botões da caixa de pesquisas, as frases: “Novo! Que cheiro é este? Descubra com Google Nose”.

No artigo brasileiro podemos ainda ler que o serviço promete mais de 15 Terabytes de fragrâncias, que podem ser percebidas pelos usuários de desktops, laptops e outros gadjets graças ao cruzamento de fótons com ondas intrassonoras, que alinham as moléculas para simular um cheiro.

Apesar de ser um serviço muito inovador e que poderá existir dentro de alguns anos, não se deixem enganar pois isto só pode ter sido a partida do 1º de Abril da Google! Por isso não se ponham a cheirar o teclado ou o monitor!

 

Fonte:  Google Nose

A sua ajuda é muito importante! Dê-nos uma ajuda e divulgue este artigo. Partilhe-o nas redes sociais!

Rui Silva

Sempre fui apaixonado pela Informática. Aos 11 anos, tive a minha primeira experiência com o ZX Spectrum +2B, aquele teclado com um leitor de cassetes. Em 2011, criei o site "i-Técnico - Informática Para Todos".

Deixe um comentário.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Partilhar é ajudar.

Partilhe este artigo nas redes sociais!

Assim, vai ajudar-nos a crescer mais. 😉 É só clicar na rede social onde deseja partilhar.