Impressão 3D e saúde: qual a sua relação?

A impressão 3D tem evoluído muito nos últimos tempos e há pessoas que estão a aplicar essa nova tecnologia na saúde. Veja alguns casos.

Impressao-3D

Para poder explicar a relação que existe entre a saúde e a impressão 3D, você deve primeiro entender o que é a impressão 3D.

O que é a impressão 3D?

A impressão 3D ou tridimensional foi inventada em 1984 por Chuck Hull, um norte-americano da Califórnia, utilizando a estereolitografia.

Chama-se “impressão 3D”, porque tem 3 dimensões, logo assenta em 3 eixos “x”, “y” e “z”. Ainda existe a possibilidade de serem adicionados outros 2 eixos de rotatividade, geralmente na vertical e horizontal.

O desenho da impressão do objecto terá de ser feito em computador e lançado para a impressora através de um programa, onde serão desenhadas várias camadas, até obter o resultado final.

Dependendo do objecto a ser impresso, a sua impressão poderá demorar de horas a vários dias.

Com os avanços tecnológicos, dentro de pouco tempo, deverá ser possível eliminar a escassez de órgãos doados, criando novos órgãos vitais humanos, como o coração e os rins, e também próteses como braços, mãos, pernas, etc., usando a impressão em 3D.

Conheça a história da tartaruga Freddy

Após um incêndio florestal no Brasil, uma tartaruga foi encontrada com a sua carapaça (casco) gravemente danificada.

Com uma equipa composta por vários profissionais, foi possível dar uma nova oportunidade a essa tartaruga de ter a sua carapaça.

Em uma entrevista com a Globo, o veterinário Dr. Rodrigo Rabello, identificando-se como sendo um dos responsáveis pelo projecto, afirmou que o procedimento iria ser inédito no mundo e os custos seriam muito irrelevantes. Analisando o réptil na sua primeira aproximação, Dr. Rodrigo Rabello disse que a jabuti (tartaruga) chegou num estado muito debilitado.

Este animal foi baptisado de “Fred” em “homenagem” ao Freddy Krueger, personagem muito conhecida dos filmes de terror.

Depois de ter sido encontrada com a carapaça toda partida e gravemente danificada, o grupo de veterinários e designers “Animal Avengers”, que está sediado em São Paulo (Brasil), criou uma carapaça recorrendo a uma impressora 3D, para imprimir e reproduzir as cores-padrão na prótese.

Um dos membros do grupo “Animal Avengers”, o designer Cícero Moraes, explicou ao “Daily Mail” que “foi a primeira tartaruga do mundo a receber uma carapaça totalmente reconstruída e a primeira que nós, como um grupo recém-formado de salvadores de animais, decidimos ajudar”.

Confira o vídeo abaixo:

E se a impressão 3D ajudasse-nos a nós humanos na saúde?

A suposição já se tornou verídica, por exemplo em Brasília, com a construção de próteses em impressora 3D. De acordo com a Globo, Marcos Roberto Oliveira, cientista da computação, demonstrou que é possível produzir próteses a baixo custo, que substituem os movimentos básicos da mão, usando para isso equipamento composto por fios de nylon, velcro, plástico e elásticos.

Embora já seja muito usada na saúde (por exemplo exoesqueletos já são usados para recuperar o andar de pessoas), dentro de pouco tempo, tal como referimos no início deste artigo, com a impressão 3D será possível recriar órgãos vitais humanos e próteses, de modo a suprir a escassez de órgãos doados.

E você concorda com essa grande ajuda tecnológica na saúde? Dê-nos a sua opinião.

Deixe-nos o seu comentário (ver aqui como comentar).

Você gostou do artigo? Então partilhe-o.

About Rui Silva

Fundador e criador do site "i-Técnico - Informática Para Todos".

Deixe um comentário.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.