Segunda-feira, Setembro 25, 2023
Inteligência Artificial

Inteligência Artificial: Vamos escrever um romance com Bing Chat, ChatGPT e o Bard do Google

Neste artigo, vamos mostrar que é possível criar um livro, neste caso um romance, com a Inteligência Artificial (IA), nomeadamente o Bing Chat, o Chat GPT e o Bard do Google.

ChatGPT - Bard - Bing Chat - Qual é o melhor contador de romances

Neste momento, tanto o ChatGPT quanto o Bing Chat, ou mesmo o Bard do Google, já não precisam de ser apresentados. Resumindo, vale lembrar que são três serviços, em forma de site de chatbot (uma máquina que conversa com o utilizador), que usam Inteligência Artificial.

Portanto, neste artigo, quero mostrar que dá para criar um romance nas três plataformas. Contudo, não é assim tão fácil se queremos chegar a um produto final com classe e digno de ser apresentado a uma editora, para futura reprodução e respectiva venda do mesmo.

A preparação do romance

Primeiramente, temos de pensar num prompt, ou seja, naquilo que vamos pedir ao ChatGPT, ao Bing Chat e ao Bard. Portanto, será mais ou menos a nossa história “resumida”. Vale lembrar que, nesse prompt, convém ter o máximo de informações possíveis para obter o melhor resultado. Assim, é necessário indicar como queremos a história, com capítulos, diálogos, caracterização das personagens, etc.

Na elaboração da história, temos duas opções: ou deixamos a Inteligência Artificial trabalhar por nós, ou podemos sempre refinar o que queremos. Por exemplo, podemos dar dados como a quantidade de personagens, os nomes, as idades e depois aceitamos o que nos é dado.

Consequentemente, iremos usar os mesmos prompts tanto no ChatGPT quanto no Bing Chat e no Bard. Vamos escrever o nosso prompt?

Prompt:

“Quero que escrevas um romance com capítulos, diálogos e caracterização de personagens. Ele chama-se João e ela Maria. Ele tem 31 anos e ela 35 anos. João vive em Lisboa e Maria na Guarda, ambos em Portugal, mas nunca saíram das suas cidades e vão encontrar-se pela primeira vez em Lisboa.”

Agora que temos o nosso prompt preparado, é só copiar e colar no ChatGPT, no Bing Chat e no Bard.

Não se esqueça que esses serviços têm um limite máximo de caracteres nas respostas. Logo, é necessário pedir para continuar assim que esse limite for atingido. 

Repare que só colocamos o nome das personagens, a idade, onde vivem e o que é suposto acontecer no romance. Poderia ter colocado a profissão de cada um, mas vamos ver o que acontece.

ChatGPT

Apesar do GPT-4 já estar disponível para utilizadores que subscreveram o serviço, vou utilizar o GPT-3.5 que está disponível gratuitamente.

E aqui está a nossa história, já com o título!

ChatGPT - Romance 001 2023-07-25_03-25-51

Clique aqui para ler a história.

Título: “Caminhos Entrelaçados”

Capítulo 1: O Encontro Virtual

Numa noite fria de outono, João estava sentado em frente ao computador, navegando pelas redes sociais para passar o tempo. Como de costume, ele não resistia a uma boa conversa em fóruns sobre livros e filmes. Foi então que ele se deparou com um comentário intrigante de uma usuária chamada “Maria da Guarda”.

João: (digitando) Olá! Também sou fã de “Cem Anos de Solidão”. É um dos meus livros favoritos! Que tal conversarmos sobre isso?

Maria: (digitando) Olá, João! É um prazer encontrar alguém que compartilha o mesmo amor por essa obra-prima. Claro, podemos conversar!

Assim, uma conversa animada se desenrolou entre João e Maria, e rapidamente descobriram que tinham muito em comum. Ambos eram apaixonados por literatura, música e tinham um fascínio pelas tradições culturais portuguesas. No decorrer dos dias, a amizade virtual entre eles se fortaleceu.

Capítulo 2: Conexões Inesperadas

Enquanto a primavera chegava em Lisboa, João e Maria conversavam cada vez mais. Com o passar do tempo, eles começaram a compartilhar detalhes de suas vidas, suas esperanças e sonhos. João, um jovem professor de história, tinha um sorriso acolhedor e um olhar perspicaz sobre o mundo. Maria, uma dedicada bibliotecária, tinha um jeito doce e uma sabedoria adquirida com o passar dos anos.

João: (digitando) Maria, você acredita em destino? Às vezes, acho que nossos caminhos foram entrelaçados por alguma força misteriosa.

Maria: (digitando) Eu também penso assim, João. É como se o universo nos conduzisse a esse momento de conexão.

Quanto mais eles conversavam, mais se sentiam próximos, mesmo estando a quilômetros de distância. Eles riam das mesmas piadas, completavam as frases um do outro e compartilhavam seus medos e anseios com uma sinceridade rara.

Capítulo 3: Convite à Descoberta

Com o passar dos meses, João e Maria começaram a pensar em se encontrar pessoalmente. A ideia de finalmente conhecer a pessoa por trás das palavras virtuais os enchia de emoção e nervosismo.

João: (digitando) Maria, que tal nos encontrarmos em Lisboa? A cidade tem tanto para oferecer, e eu adoraria ser seu guia.

Maria: (digitando) João, acho que é uma ótima ideia! Será emocionante finalmente ver o rosto por trás dessa tela.

Eles marcaram o encontro num café pitoresco no centro de Lisboa. A ansiedade aumentava à medida que o dia se aproximava.

Capítulo 4: O Encontro

No dia marcado, o sol brilhava sobre Lisboa, tingindo as ruas com tons dourados. João estava no café, esperando com uma mistura de excitação e apreensão. Enquanto observava a multidão, viu uma mulher de cabelos castanhos e olhos radiantes entrar no estabelecimento. Era Maria.

João: (sorrindo) Maria?

Maria: (tímida, mas feliz) Sim, sou eu! João, é um prazer finalmente te conhecer!

Os corações de João e Maria batiam acelerados, mas logo se sentiram à vontade um ao lado do outro. O café se encheu de risadas e histórias enquanto compartilhavam o mesmo espaço físico pela primeira vez.

Capítulo 5: Descobrindo o Amor

Os dias se transformaram em semanas e, à medida que João e Maria passavam mais tempo juntos, a conexão entre eles se intensificava. Descobriram que tinham uma afinidade profunda e uma capacidade única de entenderem um ao outro.

João: (olhando nos olhos de Maria) Sabe, Maria, desde que te conheci, sinto como se estivesse vivendo uma história de amor de um daqueles livros clássicos que tanto amamos.

Maria: (sorrindo) Eu também sinto o mesmo, João. É como se o destino nos conduzisse a esse momento mágico.

O romance floresceu em meio a passeios pela encantadora Lisboa e momentos compartilhados em cafés aconchegantes. Eles estavam unidos pela magia dos livros que amavam e pelo desejo de explorar juntos o que o futuro reservava.

Capítulo 6: O Futuro Incerto

À medida que o tempo avançava, João e Maria enfrentaram o dilema de estar apaixonados, mas vivendo em cidades diferentes. Cada despedida após um encontro se tornava mais difícil, mas o desejo de construir uma vida juntos se tornava mais forte.

João: (tomando a mão de Maria) Maria, o que você acha de tentarmos viver mais próximos um do outro? Talvez, quem sabe, dividir nossas vidas em uma só.

Maria: (com os olhos brilhando) João, eu adoraria, mas também tenho minhas raízes aqui na Guarda. Será que poderíamos encontrar um meio-termo?

O futuro era incerto, mas eles estavam determinados a encontrar uma solução. E assim, João e Maria decidiram explorar essa nova fase de suas vidas juntos, com o coração aberto para o que o destino lhes reservava.

Nota do autor: A história de João e Maria é um tributo ao poder do amor, das conexões inesperadas e da magia que pode surgir a partir de uma simples conversa virtual. Seus caminhos podem estar entrelaçados, mas apenas o tempo dirá aonde eles os levarão.

Bing Chat

Chegou a vez do Bing Chat! Vamos usar o lado mais criativo e colocar o prompt.

Bing Chat - Romance 001 2023-07-25_03-48-50

Em poucos segundos, o Bing Chat iniciou a narração do romance. Por ser um texto longo, dividimos em duas imagens. Confira:

Parte I

Bing Chat - Romance 002 2023-07-25_03-57-35

Parte II

Bing Chat - Romance 003 2023-07-25_03-59-00

Clique aqui para ler a história.

Olá, este é o Bing. Estou feliz por me pedires para escrever um romance com capítulos, diálogos e caracterização de personagens. É um desafio interessante e criativo. Vou tentar fazer o meu melhor, mas lembra-te que eu sou apenas um assistente de chat e não um escritor profissional. Espero que gostes do resultado.

Aqui está o primeiro capítulo do romance que me pediste:

Capítulo 1: O Encontro

João estava nervoso. Era a primeira vez que ia conhecer Maria pessoalmente, depois de meses de conversas online. Eles tinham-se conhecido num site de encontros, onde ambos procuravam alguém especial. João tinha 31 anos e vivia em Lisboa, a capital de Portugal. Ele trabalhava como programador numa empresa de tecnologia e gostava de jogar videojogos, ler livros de ficção científica e ver filmes de ação. Maria tinha 35 anos e vivia na Guarda, uma cidade do interior do país. Ela era professora de inglês numa escola secundária e adorava viajar, aprender novas línguas e ouvir música clássica.

Apesar das suas diferenças, eles tinham muitas coisas em comum. Ambos eram solteiros, sem filhos, simpáticos, inteligentes e divertidos. Eles sentiam uma forte atração um pelo outro e partilhavam os seus sonhos, medos, desejos e segredos. Eles falavam todos os dias por telefone, mensagem ou videochamada, mas nunca tinham tido a oportunidade de se verem ao vivo. João nunca tinha saído de Lisboa e Maria nunca tinha saído da Guarda. Eles viviam a mais de 300 quilómetros de distância e não tinham carro nem dinheiro para viajar.

Mas isso ia mudar hoje. João tinha recebido um bónus no trabalho e decidiu usar parte dele para comprar uma passagem de comboio para Maria vir a Lisboa. Ele queria surpreendê-la com um fim-de-semana romântico na cidade que amava. Ele reservou um quarto num hotel perto do rio Tejo, comprou bilhetes para um espetáculo no Teatro Nacional e planeou levá-la aos seus lugares favoritos. Ele estava ansioso por abraçá-la, beijá-la e mostrar-lhe o quanto gostava dela.

Maria estava emocionada. Ela não podia acreditar que finalmente ia conhecer João pessoalmente, depois de meses de conversas online. Ela tinha recebido uma carta dele com uma passagem de comboio para Lisboa e um convite para passar o fim-de-semana com ele. Ela ficou sem palavras e chorou de felicidade. Ela aceitou logo o convite e arrumou as suas malas com entusiasmo. Ela queria impressioná-lo com o seu vestido vermelho, o seu perfume francês e o seu sorriso encantador.

Ela apanhou o comboio na estação da Guarda às 8 da manhã e chegou a Lisboa às 12:30. Ela estava nervosa e ansiosa por ver João à sua espera na plataforma. Ela olhou em volta e viu-o logo. Ele era alto, moreno, magro e usava uns óculos pretos. Ele vestia uma camisa azul, uns jeans cinzentos e uns ténis brancos. Ele segurava um cartaz com o nome dela escrito em letras grandes e coloridas. Ele sorria-lhe com ternura e expectativa.

Maria saiu do comboio e correu na direção dele. João largou o cartaz e abriu os braços para recebê-la. Eles abraçaram-se com força e sentiram os seus corações baterem em uníssono. Eles olharam-se nos olhos e sussurraram os seus nomes. Eles aproximaram-se lentamente os seus lábios e beijaram-se com paixão.

Eles tinham-se encontrado pela primeira vez em Lisboa.

Google Bard

Agora, chegou a vez do Bard! Dividimos em duas imagens, uma vez que o texto que ele nos deu é muito comprido e não caberia em uma única imagem.

Parte I

Bard Google - Romance 2023-07-25_04-54-56

Parte II

Bard Google - Romance 002 2023-07-25_04-55-58

O melhor Contador de romance

Como vimos, o ChatGPT preocupou-se em escrever um romance, com o pedido que fizemos: divisão por capítulos, caracterização das personagens e o enredo da história com diálogos.

Escreveu o título “Caminhos Entrelaçados”, os 6 capítulos e ainda uma nota do autor.

Nota-se que o texto está em português do Brasil. Por exemplo: o uso do gerúndio (citando no primeiro capítulo “…João estava sentado em frente ao computador, navegando pelas redes sociais…”), vocabulário mais usado no Brasil como “compartilhar” (ver Capítulo 2: “… eles começaram a compartilhar…”), entre outros exemplos.

Por outro lado, o Bing Chat deu-nos apenas um capítulo, o primeiro com o título “O encontro”, sem diálogo e em português de Portugal com o novo acordo ortográfico.

Já o Bard do Google, ainda em fase experimental, ficou muito aquém das expectativas. Possivelmente, num futuro próximo, será mais criativo e responderá melhor aos pedidos.

Como conclusão, não podemos afirmar que um seja melhor do que o outro, pois os três necessitariam intervenção humana para concluir o romance.

A IA vai acabar com os autores?

Este artigo serviu para mostrar a capacidade da Inteligência Artificial em produzir textos a partir de prompts, neste caso um romance. Também serviu para demonstrar que, embora partilham o GPT, o ChatGPT e o Bing Chat não apresentam os mesmos resultados ao mesmo prompt. O mesmo acontece com o Bard. 

É claro que, para criar um verdadeiro romance, teria de afinar a história com mais prompts e interagir mais com os 3 serviços, alterar algumas coisas e corrigir algumas frases. Depois, teria de passar para Word todo o texto (que certamente iria dar muito trabalho) e formatá-lo todo, para entregar numa editora. Lembrando que ainda faltam as ilustrações e a capa, que poderiam ser feitas com o recurso, de novo, à Inteligência Artificial. Existem muitos serviços por aí, como o MidJourney ou o Bing Image Creator, que é baseada numa versão avançada de DALL-E, o gerador de imagens da OpenAi.

Finalmente, após algumas horas, teríamos uma história pronta (ou talvez não) para ser publicada e… vendida!

Agora, passo o “microfone” para você que está aí a ler isto. Gostaria de saber a sua opinião. O que acha de tudo isto? Você acha que estes serviços online vão começar a substituir os próximos autores? 

 

 

A sua ajuda é muito importante! Dê-nos uma ajuda e divulgue este artigo. Partilhe-o nas redes sociais!

Rui Silva

Sempre fui apaixonado pela Informática. Aos 11 anos, tive a minha primeira experiência com o ZX Spectrum +2B, aquele teclado com um leitor de cassetes. Em 2011, criei o site "i-Técnico - Informática Para Todos".

Deixe um comentário.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Partilhar é ajudar.

Partilhe este artigo nas redes sociais!

Assim, vai ajudar-nos a crescer mais. 😉 É só clicar na rede social onde deseja partilhar.