Os executivos da Oracle considerem a aquisição de Sun como um erro

No julgamento que envolve o fabricante e a editora em Itanium, a HP afirmou que voltar a comprar Sun seria cometer um erro, o que o levou a não desenvolver a sua base de dados para a plataforma Itanium.

Oracle decidiu levar a cabo uma estratégia agressiva ao encontro dos servidores Itanium da Hewlett-Packard depois de ter constatado que as vendas dos servidores concorrentes SPARC de Sun encontravam-se em queda livre. Num comunicado interno, os executivos da Oracle declararam que a aquisição da Sun Microsystems em 2010 era um erro. Por sua vez a HP afirmou na denúncia feita na segunda-feira, alimentando um desentendimento com a Oracle em portar os seus softwares para a plataforma Itanium.

Esta queixa apresentada pela HP junto da Corte Superior do Estado da Califórnia tem por objectivo de executar as medidas provisórias solicitadas pela Oracle para o Tribunal. De seu lado, a empresa de Redwood diz que a sua decisão de não encarregar-se mais com os servidores equipados de processaores Itanium da Intel nas próximas versões dos seus produtos, a sua base de dados em particular, seria justificada pelo feito que esses processadores estariam quase em fim de vida. A HP contesta esta decisão pois ela utiliza esses chips nos seus servidores da gama alta. Isto fez com que entrasse com acção contra a Oracle em Junho de 2011.

Existirá um premeditado abandono comercial?

Segundo o documento apresentado pela HP, a decisão de não actualizar o software para o Itanium foi tomada pelo CEO da Oracle Larry Ellison com o conselho de apenas alguns membros principais o grupo. Desta forma o vice-presidente sénior de desenvolvimento da base de dados não foi consultado, tendo sim declarado que o seu grupo não tem planos de descontinuar o desenvolvimento de software para Itanium, uma vez que “existe ainda um grande número de clientes significativo a usarem ainda esta plataforma, e nós não éramos da opinião de haver uma razão comercial para considerar para o suporte”.

Para a HP, a verdadeira razão motivando a decisão da Oracle de descontinuar o suporte dos sistemas Itanium verificou-se na sequência de comunicações feitas internamente sobre as vendas dos servidores Sun. Segundo o documento apresentado esta semana, as forças comerciais da empresa foram convidades a aproveitar ao máximo o anúncio no Itanium.

Deborah Hellinger, porta-voz da Redwood, recusou comentar o conteúdo da queixa. E ainda num comunicado da HP esta declarou que “Estas informações actualizadas ulteriormente demonstram que o comportamento da Oracle era contrário aos interesses do seu cliente, forçando ainda o facto da Oracle ter quebrado seu contrato com a HP e que a sua intenção seria desviar as vendas de hardware Itanium para servidores Sun”. [via]

Você gostou do artigo? Então partilhe-o.

About Rui Silva

Fundador e criador do site "i-Técnico - Informática Para Todos".

Deixe um comentário.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.