Quinta-feira, Junho 20, 2024
Windows 11

Recall: Que novidade é essa no Windows 11? Será um pesadelo para a vida privada?

A Microsoft introduziu uma nova funcionalidade no Windows 11 chamada “Recall”, que vai estar disponível apenas para alguns utilizadores.

Confira as novidades neste artigo.

Windows Recall

Em maio de 2024, a Microsoft anunciou novas funcionalidades de Inteligência Artificial para o Windows 11, juntamente com os computadores “Copilot+PC”. Uma delas, “Recall”, está a assustar os especialistas de cibersegurança. Em causa estão os medos em torno da Inteligência Artificial e a perda da privacidade.

Mas o que é o Recall?

Primeiramente, vale lembrar o que é Recall. Esta nova função pretende mudar a forma como fazemos uma pesquisa no Windows 11. Já não é mais necessário lembrar o nome do ficheiro (🇧🇷arquivo) perdido, basta inserir uma palavra-chave (por exemplo, um termo presente no ficheiro) ou a descrição de um objecto no campo de busca.

O Windows Recall virá apenas nos computadores novos que a Microsoft anunciou, os Copilot+PC.

Basicamente, o que assusta não é isso, mas a maneira como as coisas acontecem para que essa funcionalidade seja executada. Assim que solicitado, o Recall mostrará uma linha do tempo que agrupa acções anteriores relacionadas à solicitação. Tudo o que o utilizador (🇧🇷usuário) precisará fazer é “desfilar” a linha do tempo para conseguir o documento ou a informação que procura. Na verdade, o recurso depende do reconhecimento de caracteres (OCR) para analisar as capturas de ecrã (🇧🇷tela). 

Nada melhor do que ver um vídeo para explicar. Confira!

No entanto, a Microsoft assegura que todo o processo foi estudado meticulosamente e garante que o Windows Recall inclui ferramentas de segurança e privacidade que permitem configurar exactamente o que o processo do Windows Recall pode ver.

Além de controlar a informação recolhida pelo Recall, o utilizador poderá eventualmente excluir snapshots (que são os tais “prints“). Este também deixará de “funcionar” automaticamente quando o utilizador usar navegação privada nos browsers (navegadores) Edge, Chrome, Firefox e Opera.

Um ponto negativo será, sem dúvida, a necessidade de configuração por parte do utilizador para que o Windows Recall não capture informações confidenciais, como palavras-passe (🇧🇷senhas) e informações financeiras.

Pois, para conseguir essa proeza, o Recall necessita tirar prints (clique aqui para ver o que são prints), conhecidos como snapshots, todos os segundos do seu computador. E é aí que entra o adeus à privacidade do utilizador. Será?

Será um adeus à privacidade?

Na verdade, tal como explicado acima, a Microsoft permitirá o controlo total sobre essa ferramenta. Por isso, em princípio, não é de se preocupar.

Contudo, é importante salientar que o utilizador tem a responsabilidade de manter o seu computador em segurança, instalando todas as actualizações do sistema operativo (🇧🇷sistema operacional) Windows 11 e do respectivo antivírus.

Além disso, o utilizador terá agora como outra preocupação a configuração da privacidade do Windows Recall, para que este não fique com os seus dados pessoais!

E você, o que acha desta nova funcionalidade do Windows 11, o tal Windows Recall?  Deixe-nos o seu comentário. Não se esqueça de partilhar o artigo!

Fonte(s):

 

A sua ajuda é muito importante! Dê-nos uma ajuda e divulgue este artigo. Partilhe-o nas redes sociais!

Rui Silva

Sempre fui apaixonado pela Informática. Aos 11 anos, tive a minha primeira experiência com o ZX Spectrum +2B, aquele teclado com um leitor de cassetes. Em 2011, criei o site "i-Técnico - Informática Para Todos".

Deixe um comentário.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Partilhar é ajudar.

Partilhe este artigo nas redes sociais!

Assim, vai ajudar-nos a crescer mais. 😉 É só clicar na rede social onde deseja partilhar.