Skype: Porquê a migração do MSN para o Skype?

O Skype é de facto uma grande melhoria do Windows Live Messenger. Mas porquê a fusão? Porque devemos nós actualizarmos para o Skype? Será que vai ter assim tanto impacto nos próximos anos?

Skype-duvidas

Para melhor entender a fusão, vamos a um pouco de história…

O MSN Messenger que era (digo bem “era” pois apesar de ser-se ainda possível usá-lo, já há muito tempo que deixou de ser o meio de comunicação predilecto das pessoas), considerado o melhor programa para se dialogar, fazer video-chamadas e trocar dados (enviando e recebendo ficheiros).

Com a aparição do Facebook, como era novidade houve muitas pessoas que se mudaram para o Facebook, pois permite contactar as pessoas como no MSN Messenger e no Skype, logo a Microsoft teve de reagir ao seu aparecimento, criando a possibilidade de associarmos a nossa conta de Facebook à do MSN Messenger. Para criar maior impacto no mercado, a empresa de Bill Gates teve de alterar o nome MSN que era tão conhecido para Windows Live Messenger.

O MSN Messenger, que perderia o seu nome para o posterior “Windows Live Messenger”, permitia contactarmos os nossos amigos do Facebook que estivessem online. Esta fusão trazia mais do que isso! Viria atrair de novo os adeptos do Facebook (ex-utilizadores do MSN Messenger), pois já conseguíamos partilhar os nossos estados no Facebook a partir do Windows Live Messenger, tendo para isso que associar uma conta à outra.

Skype como a perfeita alternativa às relações reais

Na hora em que a mundialização opera, nós somos projectados para os quatro cantos do mundo. Maior parte das vezes separados da nossa família, não é evidente de ficar em contacto e de conhecer uma forma de acarinhar essas relações. Graças à tecnologia Skype, aonde quer que estejamos, é possível entrar em contacto com a alma gémea, os amigos ou a família e… gratuitamente! É simplesmente uma oferta “mágica” que nos pode oferecer esta poderosa aplicação.

Skype, mais seguro que Facebook

Para começar, temos de ver que o Skype possui funcionalidades muito mais limitadas que as que apresenta esta rede social. É esse o perigo do Facebook. Os utilizadores, face a esta escolha e a essas oportunidades, oferecem-se descaradamente sem ter a mínima consciência do perigo que correm ao partilharem os seus dados pessoais (exemplo: nome, data de nascimento, morada, número de telefone, informações bancárias, etc…) nesta gigantesca base de dados que é o Facebook.

No Skype isso já não acontece. Os utilizadores não são verdadeiramente tentados de desvendar as suas informações íntimas. Somente o nome e apelido são maior parte das vezes desvendados.

Skype visto como ferramenta de trabalho

Com mais de um bilhão de utilizadores, a aplicação constitui um elemento profissional quem se tem tornado mesmo indispensável para as empresas a nível mundial, já que com o Skype podem comunicar facilmente a 2 ou em conferência de vídeo com os colegas a nível internacional ou ainda com a clientela. Skype propõe ainda a compra de unidades / créditos para poder comunicar com telefones do estrangeiro a custos bastante reduzidos, e isto desde o seu computador.

Mas ainda não é só isso. O Skype estendeu-se para os dispositivos móveis nas várias plataformas (iOS, Android e Windows Phone) o que faz com que possamos estar sempre conectados aonde quer que estejamos, 24/7.

Você gostou do artigo? Então partilhe-o.

About Rui Silva

Fundador e criador do site "i-Técnico - Informática Para Todos".

Deixe um comentário.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.