SSL: O que é e para que serve?

Você já viu aqueles sites com um “S” logo depois do “http”?

Esses sites mais seguros, geralmente, são os que necessitam de autenticação. Venha ver como reconhecê-los.

Sites-SSL-o-que-sao

O que é o protocolo SSL?

Um site para ser mais seguro necessita de um protocolo de segurança de maior nível. Esse protocolo chama-se Secure Socket Layer (SSL) e geralmente é usado por todos aqueles sites que têm utilizadores registados, por exemplo, as redes sociais, os e-mails, entre outros.

Surgiram três versões de SSL: a primeira versão denominada SSL 1.0 surgiu em 1994, a segunda versão denominada SSL 2.0 foi lançada a Fevereiro de 1995 e, finalmente, a última versão denominada SSL 3.0 viria a ser apresentada em Novembro de 1996.

Em Janeiro de 1999, uma nova versão desse protocolo foi desenvolvida pela comunidade internacional “Internet Engineering Task Force” (IETF), e passou a chamar-se Transport Layer Security (TLS). Até hoje foram feitas várias melhorias e batizadas várias versões.

Quem é que utiliza esse tipo de protocolo?

Tal como dito no início deste artigo, este protocolo é mais utilizado por sites que têm registos de pessoas, ou seja, sites que possuem utilizadores, por exemplo: sites de bancos, redes sociais, lojas online, etc. Os sites governamentais também utilizam esse protocolo de segurança SSL/TLS.

Também pode ser utilizado para oferecer e garantir mais segurança aos utilizadores de um determinado site.

Como reconhecer um site “protegido” pelo protocolo SSL/TLS?

Um site que está construído com o protocolo SSL/TLS é reconhecido através da marca do S no final do http. Por exemplo, veja o link do Facebook, no URL dele você encontrará o S

https://www.facebook.com

Hoje em dia, é fácil reconhecer um site que esteja protegido com o protocolo SSL/TLS, pois além desse “S”, aparece também um cadeado verde.

Sites-SSL-exemplo-google

Você gostou do artigo? Então partilhe-o.

About Rui Silva

Fundador e criador do site "i-Técnico - Informática Para Todos".

Deixe um comentário.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.