Terça-feira, Julho 23, 2024
FacebookRedes sociais

Férias: Cuidado com as fotografias publicadas nas redes sociais

Quando estamos de férias é normal querermos partilhar nas redes sociais os nossos momentos de lazer com fotografias.

Porém, é preciso ter cuidados ao partilhar estes momentos. Veja neste artigo o porque deverá ter esse cuidado.

Enfim, férias à vista!!!

Desde o aparecimento das redes sociais (Facebook, Instagram, etc.), é muito comum verem-se fotografias de pessoas que estão de férias, que querem partilhar os seus momentos de lazer e os lugares onde se encontram.

REDES SOCIAIS: O que são e para que servem?

Geralmente, essas fotografias são postadas no momento exacto em que a pessoa está a passar férias. Logo, se está fora de casa, provavelmente a residência poderá não estar lá ninguém.

Apesar da alegria de querer se partilhar estes momentos, isso pode virar um grande pesadelo! Pois, se não houver o cuidado do público a quem se está a partilhar as fotografias, facilmente a casa poderá ser um alvo fácil para um assalto.

Vamos a um caso prático.

Antes de assaltar qualquer casa, o ladrão já analisou o alvo, e sabe muito bem quando é que o terreno está ou não livre.

Se ele conhecer os donos da casa, o que não é difícil, e se souber dos seus perfis em redes sociais, poderá facilmente localizar onde e quando estão de férias. É nesse momento que tudo acontece. O ladrão pode aproveitar esse momento para assaltar a residência.

Férias - Redes sociais - Fotografias vs Ladrões

Como publicar fotografias nas redes sociais em segurança?

A medida radical seria não se publicar nenhuma fotografia das férias nas redes sociais, ou então voltar aos tempos antigos: imprimir as fotografias e mostrar os álbuns aos seus familiares e amigos.

Porém, veja aqui alguns cuidados caso você queira mesmo partilhar as fotografias das suas férias nas redes sociais.

  • Com quem estou a partilhar as minhas publicações?

Você deverá ter cuidado nas redes sociais e ver com quem está a partilhar as suas publicações (fotos, vídeos, texto, links, etc.).

Ademais, se estiverem públicas, qualquer pessoa que tenha conta ou não na respectiva rede social poderá ter acesso às suas publicações.

Consequentemente, para ter a certeza que as suas publicações não estão públicas e que estão apenas visíveis para os seus contactos, você poderá sempre abrir o seu perfil sem ter a sua conta logada, ou seja, sem fazer login.

  • Quem aparece nas minhas fotografias?

É sempre bom pedir o consentimento das pessoas que vão aparecer nas suas fotografias, antes de as publicar em redes sociais.

Lembre-se que nem toda a gente gosta de se expor e existem ainda muitas pessoas que não aderiram a nenhuma rede social.

  • Partilhar as fotografias e vídeos depois das férias

O melhor momento para publicar as suas fotografias é no conforto do seu lar, após regressar de férias, para ir recordando os tempos bons que você passou na praia, na sua aldeia ou em viagens turísticas.

Por exemplo, no Facebook, você poderá criar um álbum de fotografias e colocar lá as suas fotos e vídeos. Nesses álbuns, você poderá também completar com toda a informação que você quiser. 

Por outro lado, o melhor mesmo é guardar esse material (fotos e vídeos), numa pasta colocada na cloud (veja aqui o que é uma nuvem ou cloud) e partilhar pessoalmente no seu telemóvel (🇧🇷celular), tablet ou computador. Pelo menos, você sabe que só você tem acesso àqueles dados.

Contudo, não é demais repetir, não se esqueça de escolher bem quem poderá ter acesso a essas fotos e vídeos para não se arrepender mais tarde.

Finalmente, é muito importante tomar consciência de que as redes sociais, seja o Facebook ou qualquer outra plataforma, são ferramentas para pessoas mal intencionadas.

Não facilite a vida do ladrão!

E você, já se arrependeu de partilhar nas redes sociais momentos pessoais das suas férias? Deixe-nos o seu comentário.

 

A sua ajuda é muito importante! Dê-nos uma ajuda e divulgue este artigo. Partilhe-o nas redes sociais!

Rui Silva

Sempre fui apaixonado pela Informática. Aos 11 anos, tive a minha primeira experiência com o ZX Spectrum +2B, aquele teclado com um leitor de cassetes. Em 2011, criei o site "i-Técnico - Informática Para Todos".

Deixe um comentário.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Partilhar é ajudar.

Partilhe este artigo nas redes sociais!

Assim, vai ajudar-nos a crescer mais. 😉 É só clicar na rede social onde deseja partilhar.