Disco rígido (HDD) ou SSD: O que escolher? Saiba o que são e aprenda a fazer a escolha certa.

Você está indeciso entre comprar um disco “normal” (HDD) ou um daqueles novos SSD?

Neste artigo, pretendemos mostrar as diferenças entre um HDD e um SSD, para que o utilizador faça a escolha certa na hora de comprar mais armazenamento para o seu computador, seja fixo ou portátil (notebook).

HDD vs SSD

Hoje, com tecnologias disponíveis nos mercados e novos produtos lançados, ficamos muito deslumbrados. Porém, quando temos condições financeiras para adquiri-las, surge a grande dúvida de qual é o melhor equipamento para o seu uso pessoal e até mesmo profissional.

Torna-se importante aprimorar o conhecimento sobre esses imprescindíveis componentes. Afinal de contas é onde vão ser armazenados os documentos, fotos, vídeos, etc.

Conteúdos sigilosos, ficheiros (arquivos) de uma vida inteira, pessoais ou profissionais, são dados que se “perdidos” ou extraviados, podem causar grandes prejuízos sentimentais e até financeiros.

Como tal, é necessário entender como funcionam esses dispositivos de armazenamento, saber qual é o melhor que deve ser adquirido e ver o que o mercado pode oferecer com novas tecnologias inseridas. Uma outra questão muito importante também é o preço e ver qual é que se adapta às condições económicas.

Mas que é um HDD e um SSD?

Disco Rígido vs SSD

HDD é a sigla do inglês para Hard Disk Drive. Em Portugal e no Brasil, é conhecido como disco rígido, mas no Brasil é mais comum ouvir-se falar em HD.

Atenção, existe uma outra definição para HD que é “Alta Definição” ou em inglês “High Definition” e é utilizada na maioria dos casos quando se refere à qualidade de imagem de um aparelho de TV. Por isso, vamos usar o termo “disco rígido” (HD).

SSD é a abreviação para Solid-State Disc, que significa “Disco Estático Sólido”. É a evolução do disco rígido (HD), pois trata-se de um dispositivo de armazenamento muito mais rápido. Já não é mecânico, mas são usados meios magnéticos e ópticos, o que o torna muito mais resistente do que o disco rígido (HD). O SSD é muito mais leve e consome muito menos energia, mas consegue assegurar grandes velocidades de leitura e gravação de dados.

O SSD e o disco rígido (HD) são dispositivos de armazenamento não volátil, ou seja, os dados não são perdidos quando um computador é desligado.

Estes dispositivos são ligados à placa-mãe através de um cabo ATA, SCSI ou SATA, sendo este último o mais usado. Também são alimentados por uma ligação à Fonte eléctrica (PSU ou Power Supply Unit) do seu computador que, por sua vez, vai ser ligada à corrente eléctrica da sua casa ou escritório.

Existem dois tamanhos para esses dispositivos: 2.5” (polegadas) para os computadores portáteis (notebooks) e 3.5” (polegadas) para os computadores de secretária (desktops). Além desses dois tamanhos, existe uma memória tipo Flash para os SSD. Há quem diga que os SSD são parecidos com pendrives.

Em que situação devo usar o SSD e o disco rígido (HD)?

Num computador, podem ambos ser usados ao mesmo tempo. Mas se assim é, torna-se importante saber em que situações se deve usar o SSD ou o disco rígido (HD).

  • Instalação do sistema operativo (sistema operacional) e programas

Geralmente, escolhe-se o SSD para configurar lá o sistema operativo (sistema operacional), seja qual for (Windows, Linux ou MacOS), por ter velocidades de escrita e leitura maiores do que um disco rígido (HD) comum. Por exemplo, um SSD pode atingir velocidades de 550MB/s (MegaBytes por segundo), enquanto um disco rígido (HD) comum chega a alcançar apenas 150MB/s.

Com a instalação dos programas no SSD, estes serão abertos muito mais rapidamente. Por exemplo, poderá instalar o pacote Office (Word, Excel, PowerPoint, etc.) e todos aqueles programas que necessita no dia-a-dia.

Com acesso mais rápido aos dados do disco, o computador torna-se muito mais fluído. A diferença faz-se notar muito mais num computador portátil (notebook) quando se troca um disco rígido (HD) por um SSD e se instala o sistema operativo (sistema operacional) no SSD.

  • Para jogos

Se você procura alta performance nos seus jogos, a melhor escolha é sem dúvida o SSD. Mais uma vez é pelas mesmas razões do sistema operativo (sistema operacional). Com o acesso mais rápido aos ficheiros (arquivos) do jogo, a instalação de um SSD vai fazer com que o gamer (pessoa que usa o computador para jogos) não irá sentir nenhum delay (atrasos) ou pequenas pausas que podem interferir bastante no jogo.

Quando se joga em rede, seja numa LAN (rede local) ou na Internet, ter um SSD poderá ser uma grande vantagem, embora outros componentes poderão fazer com que o jogo flua mais. Para este caso, terá de se pensar em adquirir uma boa placa de rede.

  • Renderização de vídeos

Quando se termina de editar um vídeo, após toda a montagem e assemblagem, é necessário fazer um último processo que se chama a renderização do vídeo, ou seja, é o último passo para obter-se um único resultado o final. Existem muitos programas de renderização conhecidos como o Adobe Premiere, Adobe After Effects, Sony Vegas, entre outros. Por ser um processo muito demorado, o aconselhado é ser feito num SSD.

  • Armazenamento de fotos/vídeos, filmes e outros ficheiros (arquivos)

Para o armazenamento de fotos/vídeos, filmes e outros ficheiros (arquivos) como documentos pessoais, o melhor será optar por um disco rígido (HD), uma vez que os discos rígidos (HDs) podem ter grandes capacidades de armazenamento. Podem chegar aos 8TB (TeraBytes), o equivalente a 8.192GB (GigaBytes).

E o preço?

Quanto ao preço, o disco rígido (HD) custa muito menos do que um SSD.

Actualmente, um disco rígido (HD) com 8TB pode chegar aos 200€ (o equivalente no Brasil a R$1.200 reais). Já um SSD com o mesmo armazenamento poderá custar 5 ou 6 vezes mais caro, quer em Portugal como no Brasil.

Por isso, como já foi mencionado anteriormente, uma boa prática é escolher um SSD de menor tamanho de armazenamento para o sistema operativo (sistema operacional) e softwares que irá utilizar no dia-a-dia, como o Office, Corel Draw, AutoCAD, etc. De seguida, você poderá adquirir então um disco rígido (HD) com muito mais armazenamento, para guardar os seus filmes, fotos, vídeos e documentos pessoais.

Um obrigado ao nosso parceiro JM Infocel pela realização deste artigo.

Você gostou do artigo? Então partilhe-o.

About Rui Silva

Fundador e criador do site "i-Técnico - Informática Para Todos".

2 Replies to “Disco rígido (HDD) ou SSD: O que escolher? Saiba o que são e aprenda a fazer a escolha certa.”

  1. Que artigo! Extenso, mas bem explicado. Parabéns pela explicação.
    Eu fazia confusão entre SSD’s e discos rígidos, para mim era a mesma coisa. Mas afinal não é. Obrigada pela explicação.

Deixe um comentário.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.